[ anterior ] [ Conteúdo ] [ 1 ] [ 2 ] [ 3 ] [ 4 ] [ 5 ] [ 6 ] [ 7 ] [ 8 ] [ 9 ] [ 10 ] [ 11 ] [ 12 ] [ 13 ] [ 14 ] [ 15 ] [ 16 ] [ próximo ]


Guia Foca GNU/Linux
Capítulo 9 - Comandos de rede


Este capítulo traz alguns comandos úteis para uso em rede e ambientes multiusuário.


9.1 who

Mostra quem está atualmente conectado no computador. Este comando lista os nomes de usuários que estão conectados em seu computador, o terminal e data da conexão.

who [opções]

onde:

opções
-H, --heading

Mostra o cabeçalho das colunas.

-b, --boot

Mostra o horário do último boot do sistema.

-d, --dead

Mostra processos mortos no sistema.

-i, -u, --idle

Mostra o tempo que o usuário está parado em Horas:Minutos.

-m, i am

Mostra o nome do computador e usuário associado ao nome. É equivalente a digitar who i am ou who am i.

-q, --count

Mostra o total de usuários conectados aos terminais.

-r, --runlevel

Mostra o nível de execução atual do sistema e desde quando ele está ativo.

-T, -w, --mesg

Mostra se o usuário pode receber mensagens via talk (conversação).


9.2 telnet

Permite acesso a um computador remoto. É mostrada uma tela de acesso correspondente ao computador local onde deve ser feita a autenticação do usuário para entrar no sistema. Muito útil, mas deve ser tomado cuidados ao disponibilizar este serviço para evitar riscos de segurança e usado o ssh sempre que possível por ser um protocolo criptografado e com recursos avançados de segurança.

telnet [opções] [ip/dns] [porta]

onde:

ip/dns

Endereço IP do computador de destino ou nome DNS.

porta

Porta onde será feita a conexão. Por padrão, a conexão é feita na porta 23.

opções
-8

Requisita uma operação binária de 8 bits. Isto força a operação em modo binário para envio e recebimento. Por padrão, telnet não usa 8 bits.

-a

Tenta um login automático, enviando o nome do usuário lido da variável de ambiente USER.

-d

Ativa o modo de debug.

-r

Ativa a emulação de rlogin.

-l [usuário]

Faz a conexão usando [usuário] como nome de usuário.

Exemplo: telnet 192.168.1.1, telnet 192.168.1.1 23.


9.3 finger

Mostra detalhes sobre os usuários de um sistema. Algumas versões do finger possuem bugs e podem significar um risco para a segurança do sistema. É recomendado desativar este serviço na máquina local.

finger [usuário] [usuário@host]

Onde:

usuário

Nome do usuário que deseja obter detalhes do sistema. Se não for digitado o nome de usuário, o sistema mostra detalhes de todos os usuários conectados no momento.

usuário@host

Nome do usuário e endereço do computador que deseja obter detalhes.

-l

Mostra os detalhes de todos os usuários conectados no momento. Entre os detalhes, estão incluídos o nome do interpretador de comandos (shell) do usuário, diretório home, nome do usuário, endereço, etc.

-p

Não exibe o conteúdo dos arquivos .plan e .project

Se for usado sem parâmetros, mostra os dados de todos os usuários conectados atualmente ao seu sistema.

Exemplo: finger, finger root.


9.4 ftp

Permite a transferência de arquivos do computador remoto/local e vice versa. O file transfer protocol é o sistema de transmissão de arquivos mais usado na Internet. É requerida a autenticação do usuário para que seja permitida a conexão. Muitos servidores ftp disponibilizam acesso anônimo aos usuários, com acesso restrito.

Uma vez conectado a um servidor ftp, você pode usar a maioria dos comandos do GNU/Linux para operá-lo.

ftp [ip/dns]

Abaixo alguns dos comandos mais usados no FTP:

ls

Lista arquivos do diretório atual.

cd [diretório]

Entra em um diretório.

get [arquivo]

Copia um arquivo do servidor ftp para o computador local. O arquivo é gravado, por padrão, no diretório onde o programa ftp foi executado.

hash [on/off]

Por padrão esta opção está desligada. Quando ligada, faz com que o caracter "#" seja impresso na tela indicando o progresso do download.

mget [arquivos]

Semelhante ao get, mas pode copiar diversos arquivos e permite o uso de curingas.

send [arquivo]

Envia um arquivo para o diretório atual do servidor FTP (você precisa de uma conta com acesso a gravação para fazer isto).

prompt [on/off]

Ativa ou desativa a pergunta para a cópia de arquivo. Se estiver como off assume sim para qualquer pergunta.

Exemplo: ftp ftp.debian.org.


9.5 whoami

Mostra o nome que usou para se conectar ao sistema. É útil quando você usa várias contas e não sabe com qual nome entrou no sistema :-)

whoami


9.6 dnsdomainname

Mostra o nome do domínio de seu sistema.


9.7 hostname

Mostra ou muda o nome de seu computador na rede.


9.8 talk

Inicia conversa com outro usuário de sistema em uma rede local ou Internet. Talk é um programa de conversação em tempo real onde uma pessoa vê o que a outra escreve.

talk [usuário] [tty]

ou

talk [usuário@host]

Onde:

usuário

Nome de login do usuário que deseja iniciar a conversação. Este nome pode ser obtido com o comando who (veja who, Seção 9.1).

tty

O nome de terminal onde o usuário está conectado, para iniciar uma conexão local.

usuário@host

Se o usuário que deseja conversar estiver conectado em um computador remoto, você deve usar o nome do usuário@hosname do computador.

Após o talk ser iniciado, ele verificará se o usuário pode receber mensagens, em caso positivo, ele enviará uma mensagem ao usuário dizendo como responder ao seu pedido de conversa. Veja who, Seção 9.1.

Para poder fazer a rolagem para cima e para baixo no talk, pressione CTRL+P(Previous - Tela anterior) e CTRL+N (Next - Próxima tela).

Você deve autorizar o recebimento de talks de outros usuários para que eles possam se comunicar com você , para detalhes veja o comando mesg, Seção 8.19.


[ anterior ] [ Conteúdo ] [ 1 ] [ 2 ] [ 3 ] [ 4 ] [ 5 ] [ 6 ] [ 7 ] [ 8 ] [ 9 ] [ 10 ] [ 11 ] [ 12 ] [ 13 ] [ 14 ] [ 15 ] [ 16 ] [ próximo ]


Guia Foca GNU/Linux

Versão 4.22 - domingo, 05 de setembro de 2010

Gleydson Mazioli da Silva gleydson@guiafoca.org