[ anterior ] [ Conteúdo ] [ 1 ] [ 2 ] [ 3 ] [ 4 ] [ 5 ] [ 6 ] [ 7 ] [ 8 ] [ 9 ] [ 10 ] [ 11 ] [ 12 ] [ 13 ] [ 14 ] [ 15 ] [ 16 ] [ próximo ]


Guia Foca GNU/Linux
Capítulo 12 - Redirecionamentos e Pipe


Esta seção explica o funcionamento dos recursos de direcionamento de entrada e saída do sistema GNU/Linux.


12.1 >

Redireciona a saída padrão de um programa/comando/script para algum dispositivo ou arquivo ao invés do dispositivo de saída padrão (tela). Quando é usado com arquivos, este redirecionamento cria ou substitui o conteúdo do arquivo.

Por exemplo, você pode usar o comando ls para listar arquivos e usar ls >listagem para enviar a saída do comando para o arquivo listagem. Use o comando cat para visualizar o conteúdo do arquivo listagem.

O mesmo comando pode ser redirecionado para o segundo console /dev/tty2 usando: ls >/dev/tty2, o resultado do comando ls será mostrado no segundo console (pressione ALT e F2 para mudar para o segundo console e ALT e F1 para retornar ao primeiro). O mesmo resultado pode ser obtido com o comando ls 1>/dev/tty2, sendo que o número 1 indica que será capturada a saída padrão do comando.

Para redirecionar somente a saída de erros do comando ls, use a sintaxe: ls 2>/tmp/erros-do-ls


12.2 >>

Redireciona a saída padrão de um programa/comando/script para algum dispositivo ou adiciona as linhas ao final de arquivo ao invés do dispositivo de saída padrão (tela). A diferença entre este redirecionamento duplo e o simples, é se caso for usado com arquivos, adiciona a saída do comando ao final do arquivo existente ao invés de substituir seu conteúdo. .

Por exemplo, você pode acrescentar a saída do comando ls ao arquivo listagem do capítulo anterior usando ls / >>listagem. Use o comando cat para visualizar o conteúdo do arquivo listagem.


12.3 <

Direciona a entrada padrão de arquivo/dispositivo para um comando. Este comando faz o contrário do anterior, ele envia dados ao comando.

Você pode usar o comando cat <teste.txt para enviar o conteúdo do arquivo teste.txt ao comando cat que mostrará seu conteúdo (é claro que o mesmo resultado pode ser obtido com cat teste.txt mas este exemplo serviu para mostrar a funcionalidade do <).


12.4 <<

Este redirecionamento serve principalmente para marcar o fim de exibição de um bloco. Este é especialmente usado em conjunto com o comando cat, mas também tem outras aplicações. Por exemplo:

      cat << final
     este arquivo
     será mostrado
     até que a palavra final seja 
     localizada no inicio da linha
     final

12.5 | (pipe)

Envia a saída de um comando para a entrada do próximo comando para continuidade do processamento. Os dados enviados são processados pelo próximo comando que mostrará o resultado do processamento.

Por exemplo: ls -la | more, este comando faz a listagem longa de arquivos que é enviado ao comando more (que tem a função de efetuar uma pausa a cada 25 linhas do arquivo).

Outro exemplo é o comando locate find | grep "bin/", neste comando todos os caminhos/arquivos que contém find na listagem serão mostrados (inclusive man pages, bibliotecas, etc.), então enviamos a saída deste comando para grep "bin/" para mostrar somente os diretórios que contém binários. Mesmo assim a listagem ocupe mais de uma tela, podemos acrescentar o more: locate find | grep "bin/" | more.

Podem ser usados mais de um comando de redirecionamento (<, >, |) em um mesmo comando.


12.6 Diferença entre o "|" e o ">"

A principal diferença entre o "|" e o ">", é que o Pipe envolve processamento entre comandos, ou seja, a saída de um comando é enviado a entrada do próximo e o ">" redireciona a saída de um comando para um arquivo/dispositivo.

Você pode notar pelo exemplo acima (ls -la | more) que ambos ls e more são comandos porque estão separados por um "|". Se um deles não existir ou estiver digitado incorretamente, será mostrada uma mensagem de erro.

Um resultado diferente seria obtido usando um ">" no lugar do "|"; A saída do comando ls -la > more seria gravada em um arquivo chamado more.


12.7 tee

Envia ao mesmo tempo o resultado do programa para a saída padrão (tela) e para um arquivo. Este comando deve ser usado com o pipe "|".

comando |tee [arquivo]

Exemplo: ls -la | tee listagem.txt, a saída do comando será mostrada normalmente na tela e ao mesmo tempo gravada no arquivo listagem.txt.


[ anterior ] [ Conteúdo ] [ 1 ] [ 2 ] [ 3 ] [ 4 ] [ 5 ] [ 6 ] [ 7 ] [ 8 ] [ 9 ] [ 10 ] [ 11 ] [ 12 ] [ 13 ] [ 14 ] [ 15 ] [ 16 ] [ próximo ]


Guia Foca GNU/Linux

Versão 4.22 - domingo, 05 de setembro de 2010

Gleydson Mazioli da Silva gleydson@guiafoca.org